segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Eu não sou de meter veneno...

...mas a Primavera é linda!!!!!!

Sr. Doutor
Dá-me comprimidos para dormir
Desde que a vi
Que não consigo mais dormir
Estou tão deprimido
Sem saber que fazer
Pobre e mal vestido
Com a barba por fazer
E penso em ti a toda a hora,
Penso em ti pela noite fora
E agora?
Sim, agora!
Somos como os caminhos paralelos,
que se devem separar,
que se cruzam no infinito
Eu para o meu lado,
você para o seu lado,
cada um para o seu lado
neste caos
neste infinito
que é o universo do amor
E rosas, e cores, e flores de todas as cores
Passear contigo pelo jardim, amar é tão bom
E a mão pela mão, e o pé pelo pé
Não é, pois é, ou se é.

5 comentários:

Anónimo disse...

Já não era sem tempo!
Coitada da rapariga, o que ela teve de atutar!

Anónimo disse...

atutar??? vê lá se o robot te serve uma tacinha...palhaços

Anónimo disse...

ele queria escrever matutar!

Anónimo disse...

Coitado do Zé, lá vai ele ter que lavar os pratos

zé caRLOS disse...

Não me digam que é o que eu estou a pensar?
O Zé vai dar o nó?

Modern love - gets me to the church on time
Church on time - terrifies me
Church on time - makes me party
Church on time - puts my trust in God and man