domingo, 1 de março de 2009

Brindo


por lo que sea que caiga hoy en el vaso
brindo por la victoria , por el empate y por el fracaso...

9 comentários:

Drama e Greg disse...

Não sabes o que vais cagar no copo hoje? Vê lá se traduzes isso que não estou a perceber bem. A tua cara gosma naquele cartaz ainda dá mas imaginar-te a cagar num copo e sobretudo à espera de ver o resultado, sem saber bem o que vais cagar...é,escuramente uma imagem a não perder!

Drama e Greg disse...

E, já agora, um pequeno detalhe: vai brindar com outro que eu passo esta rodada! Não leves a mal.

Velho Gosma disse...

Sem Drama, Greg, havia um outro tipo que pretendia encher um copo com outro fluido corporal, em Castelo Branco, mas deduzo que não se astrebeu.
É caso para dizer, até borras-te ó Costinha!
Já agora, não brindas porquê, não gostas da Periquita?
Há gajos que marcham tudo!

Johnny Beggood disse...

Estou contigo Gosma, enquanto houver lingua e dedo nã há Periquita que meta medo...

Anónimo disse...

mainada, e já dizia um velho sábio que passeou a sua sabedoria, em tempos, pelo Atenas, e também pelo Ritz e pelo Avenida: Vale mais morrer de uma trombada que de uma trombose...

Drama e Greg disse...

Continuo na minha: seria uma imagem a não perder!
Ha gajos (e gajas)que marcham tudo, há, há!(o que equivale a dizer que há gente sem critérios, imagina-me a Gisele a papar o gosminha...há que ter o mínimo de critério,Valha-me Deus!).
Quanto ao Periquita, Periquita: enquanto houver estrada para andar a gente vai continuar, a gente não vai parar...

Velho Gosma disse...

Bem podes imaginar esse cenário Lynchiano - de uma qualquer Gisele a encher as bentas à minha conta - que isso nunca irá suceder, por mais que diga que jogou pp comigo. Vá-se lá saber o que isso é.
Porque eu, sim, tenho critério.

Lêndeas disse...

Então não tens, dizes tu, c'os nervos!
Vê lá se quer uma listagem de chaços.
Já não te deves lembrar que quando bebias como se não houvesse amanhã fazias uma selecção tão boa como a do Artur Jorge.

Velho Gosma disse...

Ó xôr Lêndeas ou Piolhos ou lá que parasita seja, o meu amigo é que devia beber até se esquecer do nome, porque, seguramente, estará a confundir-me com alguém, alvez consigo próprio.
E já agora, eu tenho uma profunda admiração pelo Dr. Artur Jorge, ilustre jogador e treinador da Velha, campeão europeu de futebol, homem de letras e cidadão de esquerda. Por isso qualquer comparação que possa fazer entre a minha humilde pessoa e a ilustre personalidade é para mim um profundo elogio.