segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Alpha Male Syndrome

Por fim, a almejada publicação.
Após anos de aturados estudos sociológicos de alguns espécimen machos do Café Atenas eis que surge nos escaparates o livro que irá revelar toda a verdade.
Há, mesmo, quem lhe chame o Código dos Vinte do Tasco.
O Tatebitate rejubila com este lançamento e deixa aqui um excerto do Capítulo 1.
"Human history is the story of alphas, those indispensable powerhouses who take charge, conquer new worlds, and move heaven and earth to make things happen."

3 comentários:

Beta Female disse...

Parece que essa doença atingia em barda lá para os lados do Martim de Freitas e também do Santa Cruz.
Grave era quando alguém era contaminado no ETC, aí sim, ghegavam a vias de facto e tudo. Mosquitos por cordas...

PikaMyolos disse...

Então Velho Gosma... isso faz-se?... Já viste bem o que podes estar a provocar?... Então tu, atreves-te a divulgar um livro que, a acreditar no que vem na capa "... helps you change nonproductive behaviors..." e, aceitando como possível que os frequentadores do Tasco o viessem a ler, poderia levar ao princípio do fim do Atenas, ou pelo menos desfigurá-lo ao ponto de nos termos que benzer ao entrar (eu já o faço, mas por outros motivos que deixarei para uma futura crónica), ao menos preparaste uma arca para salvar um casal de cada espécie? Claro que não, há espécies que não têm nem nunca terão par.
Era só que faltava, agora de repente, os habitués começarem a ter hábitos produtivos. Como é que iam ter tempo para ir à Bodega? Só se levassem o trabalho para o Bistro. Se bem que isso já é a prática da casa: é ali que se releem ao fim da tarde os Pasquins diários em complemento do trabalho matinal; é ali que se confirmam os boatos que se ouviram a seguir ao almoço lá no serviço; e agora com a moda dos portáteis, o pessoal não contente com o não fazer nenhum no serviço, vêm para a Joça acabar os jogos de Spider interrompidos pela hora de marcar o ponto.
Não, eu digo que não. Quero continuar a poder entrar de cabeça baixa na nossa leitaria, sem correr o risco de ser enxovalhado pelas críticas de um qualquer bando de ocupados.
Morra Kate Ludeman, morra Eddie Erlandson.

Anónimo disse...

E há aqueles que têm par, sim senhor, um valente par... mas é só para ir ao Baile de Gala!